Idioma / Language Seta para baixo
EDC na mídia

Empreendedorismo e gestão de pessoas

Por EDC Group | Publicado em 31/03/2023

Mais recentes no blog EDC Group

Seleção e RH

O que colocar e o que não colocar no currículo

O currículo é um documento essencial para qualquer profissional que está procurando um emprego. É uma ferramenta que permite que os recrutadores conheçam suas habilidades, experiências e qualificações.

Ao elaborar um currículo, é importante saber o que colocar e o que não colocar. Aqui estão algumas dicas:

O que colocar no currículo:

  • Dados pessoais: nome completo, cidade, telefone, e-mail e link do LinkedIn.
  • Objetivo profissional: uma breve descrição de seus objetivos profissionais.
  • Formação acadêmica: cursos de graduação, pós-graduação e outros cursos relevantes.
  • Experiência profissional: empregos anteriores, com datas, empresas, funções e responsabilidades.
  • Habilidades e competências: habilidades técnicas, habilidades pessoais e outras competências relevantes.
  • Idiomas: idiomas que você fala e escreve fluentemente.
  • Prêmios e reconhecimentos: prêmios e reconhecimentos que você recebeu.

O que não colocar no currículo:

Informações pessoais irrelevantes: endereço completo, estado civil, religião, número de filhos, etc.

Experiências irrelevantes para a vaga: experiências que não são relevantes para a vaga que você está se candidatando.

Habilidades obsoletas: habilidades que você não usa há muito tempo ou que não são relevantes para a vaga que você está se candidatando.

Referências profissionais: referências profissionais podem ser fornecidas posteriormente, após uma entrevista.

Ao preparar seu currículo, é importante manter o foco na vaga que você está se candidatando. Adapte seu currículo para destacar as habilidades e experiências que são mais relevantes para a vaga.

Também é importante revisar seu currículo cuidadosamente para garantir que não haja erros de ortografia ou gramática. Um currículo bem escrito e organizado fará uma ótima primeira impressão.

Acessar notícia
Seta para a direita
Seleção e RH

Devo colocar experiências curtas no currículo?

A resposta a essa pergunta depende de alguns fatores, como a quantidade de experiências que você tem, o tempo de cada experiência e a relevância das experiências para a vaga que você está se candidatando.

Se você tem pouca experiência profissional, é importante colocar todas as experiências que você tem, mesmo que sejam curtas. Isso mostra que você tem experiência de trabalho e que está disposto a aprender e crescer.

Se você tem experiência profissional relevante para a vaga, também é importante colocar experiências curtas. Isso mostra que você tem as habilidades e conhecimentos necessários para a vaga.

No entanto, se você tem muitas experiências curtas, é importante considerar se é necessário colocar todas elas no currículo. Isso pode dar a impressão de que você é instável ou que não se adapta a ambientes de trabalho.

Se você decidir colocar experiências curtas no currículo, é importante destacar as conquistas e os resultados alcançados em cada experiência. Isso ajudará a mostrar que você é um profissional qualificado e que pode contribuir para a empresa.

Aqui estão algumas dicas para destacar experiências curtas no currículo:

  • Use verbos de ação fortes para descrever suas responsabilidades e conquistas.
  • Use números e dados para quantificar seus resultados.
  • Use frases concisas e claras para facilitar a leitura.

Ao seguir essas dicas, você pode destacar suas experiências curtas e aumentar suas chances de ser contratado.

Acessar notícia
Seta para a direita
Seleção e RH

Diferença entre vocação e profissão

Vocação e profissão são dois conceitos que costumam ser confundidos, mas que têm significados diferentes. Vocação é algo que está dentro de nós, é aquilo que nos faz sentir realizados e felizes. Profissão, por outro lado, é o trabalho que exercemos para ganhar a vida.

A vocação é algo que nos chama, que nos puxa para uma determinada área. É algo que nos faz sentir bem, que nos dá prazer e satisfação. A profissão, por outro lado, é algo que escolhemos, muitas vezes por razões financeiras ou de status social.

Não é sempre que vocação e profissão se coincidem. Muitas pessoas encontram sua vocação no trabalho que exercem, mas nem sempre é assim. Há pessoas que exercem uma profissão que não tem nada a ver com sua vocação, mas que ainda assim são felizes e realizadas.

Ainda assim, é importante encontrar uma profissão que esteja alinhada com nossa vocação. Quando isso acontece, somos mais propensos a ser bem-sucedidos e a nos sentirmos realizados.

Aqui estão algumas dicas para encontrar sua vocação:

  • Reflita sobre suas habilidades e interesses. O que você gosta de fazer? O que você é bom?
  • Pesquise diferentes carreiras. Conheça diferentes opções e veja o que mais se encaixa em você.
  • Fale com pessoas que trabalham na área que você está interessado. Peça conselhos e dicas.

❌  Não tenha medo de experimentar. Não se limite a uma única opção. Experimente diferentes coisas e veja o que você mais gosta.

Achar sua vocação pode levar tempo e esforço, mas vale a pena. Quando você encontra sua vocação, você encontra um propósito para sua vida.

Acessar notícia
Seta para a direita

Usamos cookies para personalizar o conteúdo, acompanhar anúncios e oferecer uma experiência de navegação mais segura a você. Ao continuar navegando em nosso site você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Privacidade e saiba mais.